quarta-feira, 26 de maio de 2010




Se você olhar para o céu agora, irá ver o mesmo céu de quando nos conhecemos. Lembro que queríamos uma noite rodeada de brilho, estrelas, mas apareceram algumas e tampadas por aquela neblina. Brinquei que poderia chover e acabar com meu penteado e você disse que nunca deixaria isso acontecer, comentei do meu poder sobre a chuva e então ficamos a esperando. Não choveu. Nossa amiga em comum comentou comigo no dia seguinte que não parecíamos ter nos conhecido naquela festa, nossa pose insinuava um casal de namorados. Nunca entendi porque nossa relação sempre pareceu ser bem mais do que foi, uma semana parecia um mês, eu tinha a sensação que te conhecia a séculos. Sempre fomos algo desconhecido, sem nome. Em uma das nossa últimas conversas você comentou que éramos um tipo de amor, mas qual? Nunca soubemos. 

4 comentários:

Jaqueline Jesus disse...

Adoreeei Babi *-*
ficou muito bom msm :)
beijos linda

Rodolpho Padovani disse...

Algumas relações não precisam ter nomes, afinal nomear não vai mudar nada daquilo que se sente...
Muito bom...

Bjs =)

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Olá moça,
adorei esse seu texto,mesmo...
Visita o nosso tb!
Estamos te seguindo!
Bjão

@maisamedeiros disse...

Liiinnndoooooooooooooo!

ADOREIIII!