sexta-feira, 17 de junho de 2011


Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.

CAIO F. ABREU

Um comentário:

Maria Beatriz de Castro disse...

Desistir de ser feliz, é desistir da vida,não é? Beijo querida

http://biacentrismo.blogspot.com