sexta-feira, 14 de maio de 2010

diferente



Mas e se tudo fosse diferente? E se você aceitasse as coisas (ou pelo menos a sua vida) como realmente são e parasse de tentar mudar o mundo?
Talvez você consiga...
Talvez viva mais leve...
Talvez consiga deixar de esperar pelo grande milagre.
Daria passos firmes, independente. E saberia por fim, que enxerga tudo errado, e quando digo tudo, tbm me refiro a si própria.
Você deveria saber que as coisas não são tão difíceis assim. Sempre existe a escolha entre o amargo ou o doce, o certo ou o errado, o fim e o começo.
Mas para isso você precisa parar de esperar.
Parar de se julgar.
Aceite. Aceite-se.
Sabe que não é uma pessoa ruim e todos os seus erros, são tentativas loucas de fazer certo.
Você é melhor que tudo isso, e essa coisa não define você. é você quem a define, a rotula como sua.
Jogue para fora a grande tristeza. Ela é tão inútil que você mesma admite não ter motivos para leva-la consigo. Aproveite que está limpando tudo, e se descarte tbm desta culpa, porque ela não é sua.
Vamos, fique de pé. Pare com isso de fazer maldades consigo mesma. Pare de querer tanto ter ser outra pessoa.
Não é tão difícil assim, e você não está sozinha por mais que pense o contrario.
O teu coração te basta.
Para...
Não precisa mais se machucar. Você já nem aguenta mais, mesmo.
Isso não vai te levar a nada.
Essa busca incessante por algo inatingível precisa acabar.
Você luta todos os dias por algo que nunca vem.
Se anula, vive esperando, não aguenta mais o gosto de frustração que já impregnou na tua boca.
Acabe com a tempestade. Sabia que vc possui esse poder?!  Use-o.
Faça seus curativos na alma.
As dores passam.
Respire junto com o vento.
Um novo dia esta a caminho.
Uma nova vida bate a porta, você só precisa abrir.

5 comentários:

Biia. disse...

'Essa busca incessante por algo inatingível precisa acabar.'
muitas vezes buscamos algo que nem nós mesmos sabemos o que é, nos machucamos a cada dia por coisas que fizemos, ou na maioria das vezes não fizemos, e ficamos nos julgando, esperando algo que talvez nunca venha a aparecer.

Fernanda Pessanha disse...

É necessário se aceitar.

Fernanda Pessanha disse...

Selo para você no meu blog:
http://fescritora.blogspot.com/2010/05/selos.html
;*

mamama disse...

adorei seu blog, lindinho!
e vc escreve super bem, adorei, adorei mesmo!

ah serio? pois é starbucks é uma coisa dos deuses né, eu sou apaixonada, nao vivo sem.

seguindo, beijos

Maria Beatriz disse...

Tá certíssima ! É como aquela música da Natasha Bengfield - Unwritten ( Liberte-se de suas inibições, sinta a chuva na sua pele! Ninguém mais pode sentir, só você pode deixar entrar, ninguém mais pode dizer as palavras por você, hoje é o dia que seu livro começa, e o resto ainda não foi escrito) é, isso aí, se aceitar, gostar de si, e ser feliz \o/ É o que importa. Adorei seu jeito de escrever. Estou te seguindo ! Beijos.